Ás vezes, quando estendo meus pensamentos no varal, nas manhãs de julho, com o frio pincelando as imagens, pinto todos os retratos que, sorrindo acariciam meus olhos, num beijo de saudade por ter vivido justamente assim.

sábado, 12 de março de 2011

Palavras ao vento

Um comentário:

  1. Seus versos semeiam os campos de nossa alma com uma nostalgia incrível!!

    ResponderExcluir